fevereiro 19, 2006

fogo de pássaro


Era uma vez um pássaro de fogo que tinha o poder de fazer voltar à vida as pessoas transformadas em estátuas... como se dizia ontem aos meninos na Gulbenkian, "as almas quando regressam sabem sempre a que corpos pertencem".
Esta é a pena que guardei do pássaro de fogo. Era branca. O fogo será a cor de quem a agarrar.

5 comentários :

125_azul disse...

Vejo que a sua já é cor de fogo, que bom. tenho saudades. Não se esqueça de me ir dizendo quando são as próxmas iniciativas de histórias para crianças naquele seu projecto lindo. Há princesas encantadas à espera. beijinho bom.

Maria Costa disse...

"...Esta é a pena que guardei do pássaro de fogo. Era branca. O fogo será a cor de quem a agarrar."
Bonito.

Beijinhos.

UrsaM disse...

O amor é um pássaro de fogo não acham? Ele pode acender a vida em alguém insepulto. Que bela história esta! Temos como a ler na íntegra?

dora disse...

É a história tradicional russa em que Stravinsky se inspirou para a sua composição. Vale mesmo a pena ouvir esta peça enquanto se lê o conto e depois... é muito visível.
Por ser tradicional, há várias versões da história. Aqui fica, sem procurar muito, o exemplo de uma:
http://www.edukbr.com.br/artemanhas/passaro.asp

UrsaM disse...

Grata Dora! Vou seguir sua sugestão.
abraços, Angela.