maio 02, 2006

eu em viagem


Gosto da "invisibilidade" da viagem: estar sem estar, ver melhor porque de fora, dentro.
Nos contrastes e nos ajustes de mim ao novo, descubro sempre, outra vez, os meus contornos ( às vezes, novos também ).
eu, London underground 2005, foto de F.Reis

5 comentários :

Fábia S disse...

Essa foto é genial. Bjs.

125_azul disse...

O melhor da foto é a transgressão; do texto, a contradição. O beijinho é doce e saudoso.

Sinapse disse...

... essa "invisibilidade" é addictive.

katraponga disse...

E um sorriso do tamanho do mundo quando acordo e penso que tenho a viagem pela frente. Que importa assim saber para onde vou?...

Anónimo disse...

"Todas as estradas têm um fim/Assim como todas as viagens acabarão um dia/Encontra o Universo dentro de ti/E talvez viajes para sempre"

Shri Santji Maharaj


Caterina