junho 14, 2007

tenho sempre esta vontade de ser pássaro

... e normalmente é o voo transparente que me agarra e leva. Hoje, nesta ilustração da sara fanelli, é o chão vermelho ( céu e casa também ) e o divertido despenteado das penas. É o azul forte e o fogo, os olhos de gente, as pernas altas de outra coisa qualquer: voam no chão, os/a três.

8 comentários :

intruso disse...

(também eu)


(olhares de gente em corpos de ave...)


[bela ilustração...
e palavras a "ilustrá-la", a "re-dizê-la"]

caraça disse...

ola
quero apenas pedir desculpas por alguma vez ter copiado informações do blog! nunca foi minha intenção ferir susceptibilidades. O meu blog não pode ser considerado para a comunidade. Somos apenas um grupo de amigos que decidiu criar um blog para trocar "novidades". Eu apenas encontrei "aqui, efectivamente" coisas que achei interessantes e decidi mostra-lhes!!
Mais uma vez desculpa

Nuno disse...

Já faz algum tempo que tenho passado por aqui. Acho fantástico a maneira como escreves ou transcreves, como transmites cultura, como tratas as ideias e as imagens é impressionante. Voa passarinho, continua no teu voo, cantando alegria e acima de tudo continua a sorrir.

Abbie disse...

Ah, ser pássaro... :)

vague disse...

eu também voo, tenho dias em que voo.

magarça disse...

Fazem-nos sonhar longe..

Anónimo disse...

...principalmente de ser um pássaro assim. São lindos, tranquilos, felizes!

Bjs,
Helena

anonymous 1 disse...

É estranho... porque é que os passaros voam a três...