dezembro 21, 2007

solstício



















do latim> paragem de sol: momento em que no seu movimento aparente em relação ao eixo da terra, o sol se detém para iniciar o movimento contrário.
A aprender: os movimentos são apenas e sempre aparentes. Mesmo assim, duas vezes ao ano há-que quebrar as rotas, rumar diferente, ao contrário - diferente de ir para trás. Não servem os mapas, nem as bússolas ... a cartografia parece da ordem do instinto, dançando, como um, a dois.
Hoje começa o Inverno... mergulhar dentro bastará para guardar-me deste frio e fazer líquida a música gelada que custo a perceber?
O que diz disso a terra? Ou a lua?...
A paragem é o lugar assinalado em que se espera que o caminho que elegemos nos leve. Redondo para mim, por favor, avançando sábio com o sol.

img. mia's stories

3 comentários :

K. disse...

As tuas palavras são sempre um bálsamo e uma reflexão. Deixo-te duas coisas esta noite, um beijo grande e a certeza que o solstício de Inverno é a metáfora do início da vitória da luz sobre a escuridão. Em breve voltarão os papagaios de papel em céus azuis... ;)


Até já, Rosie...

petroy disse...

ontem senti-me diferente ... mas acho que na verdade se deveu ao anti-histamínico ;)
um bom natal dora !

.cecilia. disse...

...la poesía del movimiento...
un cálido abrazo